Volume, incremento e crescimento em povoamentos clonais e seminais de Teca com danos na copa

Contenido principal del artículo

Fernando Henrique Gava
Ronaldo Drescher
Sidney Fernando Caldeira
Julio Cesar Wojciechowski
Marcos Antonio Camargo Ferreira
José Guilherme Roquette
Diogo Guido Streck Vendruscolo

Resumen

O objetivo do estudo foi ajustar modelos de volume e crescimento e analisar os incrementos de clones e material seminal de Teca aos seis anos influenciados por quebra de copa. Foram medidos o diâmetro à altura do peito (DAP) e a altura comercial (hc) e total (h) de árvores de teca em um experimento de blocos casualizados com cinco tratamentos clonais e um seminal de Teca. Foram cubadas 10 árvores de cada tratamento e comparada as médias dos volumes, ajustando modelos de volume e crescimento (DAP, h e volume). O modelo de Schumacher-Hall foi escolhido para o clone 68 e para os demais tratamentos o de Prodan Modificado. O crescimento foi expresso pelo modelo de Moissev para DAP e volume e Backman para altura. O ICA e IMA para DAP e h são afetados negativamente por danos na copa e os clones tiveram os maiores ganhos em produtividade, destacando o clone 61.

Detalles del artículo

Cómo citar
Gava, F. H. ., Drescher, R. ., Caldeira, S. F. ., Wojciechowski, J. C. ., Camargo Ferreira, M. A. ., Roquette , J. G. ., & Streck Vendruscolo, D. G. . (2021). Volume, incremento e crescimento em povoamentos clonais e seminais de Teca com danos na copa. Revista Forestal Mesoamericana Kurú, 18(43), 74–81. https://doi.org/10.18845/rfmk.v19i43.5812
Sección
Artículos científicos